Um guia para a prática | 25 JUN 21

Retenção urinária devido à obstrução benigna da próstata

Revisão sistemática e uma meta-análise sobre o manejo desta patologia masculina prevalente em homens idosos
Autor/a: Markos Karavitakis, Iason Kyriazis , Muhammad Imran Omar y col. EUR URO-8261 May 2019 Volume 75, Issue 5,
INDICE:  1. Página 1 | 2. Referencias bibliográficas
Página 1
Introdução

A retenção urinária (RU) é a incapacidade do paciente de esvaziar total ou parcialmente a bexiga por meio da micção voluntária. A RU pode ser aguda ou crônica. A RU aguda (RUA) é definida como uma bexiga dolorida, palpável ou percussiva, quando o paciente não consegue urinar. A UR crônica (RUC) é definida como uma bexiga indolor, que permanece palpável ou percussiva após o paciente urinar.

O termo implica um volume de urina residual pós-esvaziamento (PMR) significativo (mínimo 300 ml).

No entanto, as definições exatas de RUA e RUC permanecem controversas. A incidência exata de RU na população em geral permanece obscura, com várias estimativas variando de 2,2 a 6,8 eventos/1.000 pacientes-ano. A obstrução benigna da próstata (OPB) é considerada a causa mais comum de RU em homens.

Vários antagonistas do receptor adrenérgico α1 (bloqueadores α1) foram testados em pacientes com RUA para aumentar as taxas de micção sem tubo (PMSS), incluindo alfuzosina, tansulosina e silodosina, a maioria dos quais se mostrou mais eficaz do que o placebo.

 

Comentarios

Para ver los comentarios de sus colegas o para expresar su opinión debe ingresar con su cuenta de IntraMed.

AAIP RNBD
Términos y condiciones de uso | Todos los derechos reservados | Copyright 1997-2021