Dados epidemiológicos da China | 17 MAR 20

Características de 2.143 crianças com doença do coronavírus 2019

As manifestações clínicas das crianças eram menos graves do que as dos pacientes adultos; as crianças, especialmente bebês, eram vulneráveis à infecção
Autor/a: Dong Y, Mo X, Hu Y, et al.  Fuente: Journal:Pediatrics DOI: 10.1542/peds.2020-0702  Epidemiological Characteristics of 2143 Pediatric Patients With 2019 Coronavirus Disease in China

Esta é uma versão de pré-publicação de um artigo que passou por revisão por pares e foi aceito para publicação, mas não é a versão final do registro. Este artigo será editado e composto antes de ser publicado em sua forma final. A revista fornece uma versão inicial deste artigo para acelerar o acesso a essas descobertas.


Resumo

Este estudo analisou as características epidemiológicas e padrões de transmissão de 2.143 pacientes pediátricos com COVID-19, usando uma abordagem analítica retrospectiva.

O que se sabe sobre este tema

Um número crescente de estudos tem se concentrado na nova doença de coronavírus 2019 (COVID-19) desde seu surto, mas poucos dados estão disponíveis sobre as características epidemiológicas e padrões de transmissão de crianças com COVID-19.

O que este estudio agrega

  • Crianças de todas as idades foram suscetíveis à COVID-19, mas nenhuma diferença significatica de gênero foi encontrada.
     
  • As manifestações clínicas dos pacientes pediátricos foram, geralmente, menos graves do que as dos pacientes adultos.
     
  • No entanto, crianças pequenas, especialmente bebês, eram vulneráveis à infecção por 2019-nCoV.

Resumo

Objetivos:

Identificar as características epidemiológicas e padrões de transmissão de pacientes pediátricos com COVID-19 na China.

Métodos:

Foram incluídas séries de casos de âmbito nacional de 2.143 pacientes pediátricos com COVID-19 reportados ao Centro Chinês para Controle e Prevenção de Doenças de 16 de janeiro a 8 de fevereiro de 2020.

As curvas epidêmicas foram construídas de acordo com as datas-chave de início da doença e o diagnóstico do caso. As curvas do início ao diagnóstico foram construídas ajustando-se uma distribuição normal logarítmica aos dados nas datas de início e diagnóstico.

Resultados:

  • Houve 731 (34,1%) casos confirmados laboratorialmente e 1.412 (65,9%) casos suspeitos.
  • A mediana da idade de todos os pacientes era de 7 anos (intervalo interquartil: 2-13) e 1213 casos (56,6%) eram crianças.
  • Mais de 90% de todos os pacientes eram assintomáticos, casos leves ou moderados.
  • O tempo médio desde o início da doença até o diagnóstico foi de 2 dias (variação: 0 a 42 dias).
  • Houve um rápido aumento da doença no início da epidemia e, em seguida, houve um declínio gradual e constante.
  • A doença se espalhou rapidamente da província de Hubei para as províncias vizinhas ao longo do tempo. Mais crianças foram infectadas na província de Hubei do que em qualquer outra.


Discussão

Até onde sabemos, este é o primeiro estudo retrospectivo sobre as características epidemiológicas e dinâmica de transmissão da COVID-19 em crianças na China. Como a maioria dessas crianças provavelmente será exposta a membros da família e / ou outras crianças com COVID-19, isso indica claramente a transmissão de pessoa para pessoa. Evidências de apoio para essa via de transmissão também foram relatadas em estudos em pacientes adultos.

Em 8 de fevereiro de 2020, dos 2.143 pacientes pediátricos incluídos neste estudo, apenas uma criança morreu e a maioria dos casos foram leves, com casos muito menos graves e críticos (5,9%) do que pacientes adultos (18, 5%) 13. Sugere que, em comparação com pacientes adultos, as manifestações clínicas de COVID-19 em crianças podem ser menos graves.

 

Comentarios

Para ver los comentarios de sus colegas o para expresar su opinión debe ingresar con su cuenta de IntraMed.

CONTENIDOS RELACIONADOS
AAIP RNBD
Términos y condiciones de uso | Todos los derechos reservados | Copyright 1997-2023