Dissociação entre a mecânica pulmonar e a gravidade da hipoxemia | 12 ABR 20

COVID-19: Síndrome do desconforto respiratório agudo atípica

Pacientes co pneumonia por Covid-19, que atendem os critérios de Berlim para SDRA, têm uma forma atípica da síndrome.
Autor/a: Luciano Gattinoni, Silvia Coppola, Massimo Cressoni, Mattia Busana, Sandra Rossi4, Davide Chiumello Fuente: American Journal of Respiratory and Critical Care Medicine https://doi.org/10.1164/rccm.202003-0817LE Covid-19 Does Not Lead to a “Typical” Acute Respiratory Distress Syndrome
INDICE:  1. Página 1 | 2. Referências bibliográficas
Página 1

Caro editor,

No norte da Itália, um número esmagador de pacientes com pneumonia Covid-19 e insuficiência respiratória aguda foi admitido em nossas Unidades de Terapia Intensiva.

A atenção está focada principalmente no aumento do número de leitos, ventiladores e intensivistas relacionados ao problema, enquanto a abordagem clínica para esses pacientes é geralmente aplicada à SDRA grave , ou seja, pressão expiratória positiva alta ( PEEP) e posicionamento de bruços.

No entanto, pacientes com pneumonia Covid-19, que atendem aos critérios de Berlim para SDRA, apresentam uma forma atípica da síndrome.

De fato, as principais características que estamos observando (confirmadas por colegas de outros hospitais) é a dissociação entre a mecânica pulmonar relativamente bem preservada e a gravidade da hipoxemia .

Conforme mostrado nos nossos 16 primeiros pacientes (Figura 1), a complacência do sistema respiratório de 50,2 ± 14,3 ml / cmH2O está associada a uma fração de derivação de 0,50 ± 0,11.

 

Comentarios

Para ver los comentarios de sus colegas o para expresar su opinión debe ingresar con su cuenta de IntraMed.

Contenidos relacionados
Los editores le recomiendan continuar con las siguientes lecturas:
AAIP RNBD
Términos y condiciones de uso | Todos los derechos reservados | Copyright 1997-2021